Cemig fecha acordo para pagar R$ 588 milhões em dívidas tributárias

Adesão ao PRCT impactará negativamente o Ebitda e lucro líquido do terceiro trimestre de 2017, no valor aproximado de R$588 milhões e R$388 milhões, respectivamente

A Cemig informou ao mercado que aderiu ao Plano de Regularização de Créditos Tributários (PRCT) do Estado de Minas Gerais, para quitação do ICMS, no total de R$588 milhões, representando uma mitigação de risco relevante para a companhia.

A adesão pela Cemig D, no valor de R$ 558 milhões, reduziu em 90% os juros e multas incidentes sobre as matérias. Esse valor, referência setembro de 2017, deverá ser atualizado pela taxa de 50% da Selic até a data do efetivo pagamento, a ser realizado em seis parcelas iguais e sucessivas, sendo que a primeira, no montante de R$93 milhões, foi quitada em 31 de outubro de 2017.

A adesão pela Cemig GT, no valor de R$30 milhões liquidado integralmente em 31 de outubro de 2017, reduziu em 95% os juros e multas incidentes sobre a matéria.

A companhia informou que a adesão ao PRCT impactará negativamente o Ebitda e lucro líquido do terceiro trimestre de 2017, no valor aproximado de R$588 milhões e R$388 milhões, respectivamente.

“O pagamento da obrigação será financiado por nosso fluxo de caixa operacional, sem aumento do nosso endividamento e sem mudanças significativas em nossa programação financeira”, escreve Adézio de Almeida Lima, diretor de Finanças e Relações com Investidores, de acordo com fato relevante divulgado na noite da última quinta-feira, 9 de novembro.