Distribuidoras esperam medidas para compensar concessões da Aneel

Abradee reforça apelo para que consumidores mantenham contas em dia

A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica afirmou em nota nesta quarta-feira (25) que confia na adoção de medidas complementares destinadas a manter o equilíbrio econômico financeiro do setor elétrico e “mitigar os efeitos das concessões estabelecidas pela Aneel.” A declaração aconteceu um dia depois da aprovação pela agência reguladora de um pacote de medidas que inclui a proibição do corte no fornecimento de energia elétrica de consumidores inadimplentes pelos próximos 90 dias.

A Abradee também repetiu apelo feito por diretores da Aneel na reunião de ontem para que consumidores em melhores condições mantenham seus pagamentos em dia durante esse período, “pois não se tratam de isenções.” “Esses recursos financeiros são fundamentais para que as empresas do setor elétrico possam manter seu principal objetivo: o fornecimento de energia elétrica à sociedade com qualidade e presteza”, reforçou a associação.

A ideia por trás da decisão da agência é atender consumidores residenciais em situação de maior vulnerabilidade, que poderão perder sua fonte de renda durante o período de quarentena imposto pela pandemia do coronavírus. Além de residências, não poderá haver interrupção no fornecimento por falta de pagamento de atividades essenciais em áreas como saúde, segurança pública, tratamento e fornecimento de água e transporte.

A entidade disse que continua empenhada em um esforço conjunto com a Aneel e os ministérios de Minas e Energia e da Economia em busca de alternativas mitigatórias para as medidas. Nas últimas semanas, informou a nota, as distribuidoras participaram de diversas reuniões para discutir medidas adequadas de atendimento às demandas resultantes da evolução do coronavírus, que resultaram nas iniciativas aprovadas pela Aneel visando à manutenção da confiabilidade do sistema e da preservação da saúde de consumidores e trabalhadores do setor.

“O entendimento da situação excepcional à qual todos os setores da economia estão inseridos também foram refletidos nessa Resolução, a qual a Abradee espera que traga melhores condições para a população.”