SPIC Brasil define três empresas para ganhos na UHE São Simão

Solution IPD, Sense+ e AQS Tecnologia foram escolhidas entre 110 empresas e receberão aporte de até R$ 1 milhão cada para aumentar eficiência energética da hidrelétrica

As startups Solution IPD e Sense+ e a empresa AQS Tecnologia foram as grandes vencedoras da chamada pública do Geração Inovação da SPIC Brasil, programa de inovação aberta da companhia de origem chinesa que visa encontrar soluções para ganho de eficiência na hidrelétrica de São Simão, de 1,7 GW de potência instalada na divisa entre Minas Gerais e Goiás.

O processo atraiu 110 empresas interessadas, submetidas em sua maioria por startups e instituições ligadas a universidades. As selecionadas receberão aportes de até R$ 1 milhão nos seus projetos. Os contratos, com duração de até dois anos, serão negociados a partir de 30 de novembro. O financiamento acontecerá por meio do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento regulado pela Aneel

Segundo a companhia, o objetivo da chamada lançada em agosto foi estimular o empreendedorismo, fortalecer o ecossistema de inovação e desenvolver soluções arrojadas para demandas internas, mas que também poderão ser aplicadas em todo setor elétrico. Para essa jornada, a empresa apostou na aproximação com startups, empresas de base tecnológica e universidades.

Com o encerramento das inscrições em setembro foi iniciado o ciclo de avaliação, que selecionou 43 propostas, a maioria submetida por startups ou centro de pesquisas de universidades. Os projetos foram avaliados por critérios de originalidade, aderência ao assunto, capacidade técnica dos desenvolvedores e nível de maturidade tecnológica (TRL-Technological Readiness Level).

Das dez iniciativas escolhidas para a etapa final – pitch day e vitrine de ideias – oito foram criados por startups. A última fase foi a priorização dos projetos selecionados dentro da verba disponível. Originalidade, aplicabilidade, relevância e razoabilidade de custos foram os critérios considerados para pontuação final.

Um dos projetos vencedores, concebidos pela startup Sense+, de São Paulo (SP), permitirá a operação assistida remotamente de equipamentos da UHE, à distância e em tempo real, por meio de smartphone ou equipamento de realidade aumentada. Já a solução proposta pela também paulistana AQS Tecnologia utiliza realidade virtual para capacitação e reciclagem de equipes, e a startup Solution IPD, de Curitiba (PR), realizará múltiplas variáveis para melhoria da manutenção preditiva da usina.

(Nota da Redação: Matéria atualizada às 12:20 horas do dia 29 de novembro de 2021 para correção de informação no primeiro parágrafo. São duas e não três startups vencedoras como informado inicialmente)