Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A Copel concluiu recentemente a construção de uma nova linha de distribuição para atender a região de Porto Rico e Porto Eucalipto, no Noroeste do Paraná. A estrutura, que opera em 34,5 mil volts, conecta as subestações Nova Londrina e Porto Rico, e oferece uma terceira fonte de fornecimento de energia à região. A linha contribui para reforçar a infraestrutura elétrica e melhorar a qualidade de fornecimento aos municípios locais, que nos últimos anos têm crescido e se desenvolvido com a expansão do turismo.

O empreendimento absorveu um investimento de R$ 5,5 milhões. São 28 quilômetros de extensão de redes com fiação protegida contra o toque eventual de vegetação. Em caso de intempéries como as ocorridas no final de 2023 e que afetaram severamente o Noroeste do estado, a região pode utilizar qualquer uma das duas fontes de abastecimento.

Foram concluídas, ainda, obras de melhoria na fonte principal que abastece a região, com 13 quilômetros de redes, reforçadas e protegidas contra interferências externas transitórias. Este foi um investimento de R$ 2,7 milhões, aplicado ao longo de um ano de trabalho de construção de rede.

Além dessas melhorias, também foram implementados quatro sistemas de recomposição automática entre as redes de distribuição elétrica na região de Porto São José e Porto Eucalipto. Esse sistema proporciona redundância em casos de desligamento devido a falhas em uma das redes, permitindo a recuperação imediata da maioria dos consumidores, identificando o ponto onde se encontra o defeito, minimizando assim o impacto das interrupções do fornecimento de energia.

Essas obras integram o amplo pacote de investimentos que a companhia aplicou em todo o estado em 2023, em torno de R$ 1,8 bilhão. Em 2024 serão destinados R$ 2,091 bilhões a obras de distribuição de energia em todo o Paraná, incluindo novas redes, linhas e subestações na região Noroeste.