Tarifas da Ceb-D devem aumentar 0,37% em média com revisão tarifária

Processo em audiência pública é o primeiro a refletir as negociações bilaterais para reduzir a sobrecontratação de energia

A proposta de revisão tarifária da Ceb Distribuição prevê aumento médio de tarifas de 0,37%, com efeito médio de -1,39% para os consumidores atendidos em baixa tensão e de 3,83% em média para os conectados em alta tensão. O resultado da revisão será aplicado a partir de 22 de outubro.

O processo tarifário da distribuidora é o primeiro a refletir a renegociação bilateral com os geradores para reduzir a sobrecontratação de energia. Essa renegociação contribuiu em quase R$ 1 milhão para a redução dos custos financeiros da empresa.

O resultado preliminar ficará em audiência pública de 10 de agosto a 12  de setembro, com reunião pública prevista para o dia 25 agosto, em Brasília. Também estarão em audiência os limites dos indicadores de qualidade que medem a duração (DEC) e a frequência (FEC) das interrupções no fornecimento de energia para o período de 2017 a 2021. A distribuidora atende cerca de 1 milhão de unidades consumidoras no Distrito Federal.