Coelba é autorizada a reajustar tarifas em 10,72%

Aumento médio será de 10,64% na alta tensão e de 10,76% na baixa tensão

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou aumento médio de 10,72% para as tarifas da Coelba (BA). O efeito médio será de 10,64% na alta tensão e de 10,76% na baixa tensão.

O resultado do reajuste tarifário anual da concessionária é semelhante às das outras três empresas da região Nordeste que tiveram seus processos homologados pela Aneel nesta terça-feira, 19 de abril. Ela também foi impactada pelo aumento da energia das hidrelétricas em regime de cotas e, como as demais, não foi beneficiada pela redução da tarifa de Itaipu. A hidrelétrica binacional fornece energia em sistema de cotas apenas para as distribuidoras do centro-sul do país.

Com os reajustes desta terça, o valor médio da tarifa ficou em R$ 405/MWh para a Cosern; em R$ 430/MWh para a Coelba; em R$ 432/MWh para a Energisa Sergipe e em R$ 435/MWh para a Coelce. O novos índices da Coelba entrarão em vigor a partir de 22 de abril. A distribuidora atende cerca de 5,7 milhões de unidades consumidoras no estado da Bahia.