Enel Green Power encerrou 2015 com 10,5 GW em capacidade instalada

Ebitda da empresa caiu 5,3% e receita ficou em 3 bilhões de euros, mesmo volume de 2014

A Enel Green Power, subsidiária para geração de energia por meio de fontes renováveis da italiana Enel, encerrou o ano com aumento de 9,4% em sua capacidade instalada, com 1,5 GW a mais do que no final de 2014. A geração de energia ficou em 33,6 TWh, aumento de 5,7% nesse mesmo período. Mas com resultado Ebitda (antes de juros, impostos, depreciação e amortização) 5,3% menor e receita estável em 3 bilhões de euros.

O recuo no resultado operacional da empresa foi explicado como o reflexo da queda nas receitas de alienações de investimentos e a formalização de uma série de acordos de aposentaria antecipada na Itália. A dívida liquida total da empresa totalizou 6,9 bilhões de euros ao final de 2015, um aumento de 900 milhões de euros ante o reportado em 2014. Essa elevação deve-se ao aumento da capacidade de geração instalada, que está em linha com o esperado pela companhia.
Ao final de 2015, 63% do parque gerador da EGP, ou 6,6 GW, eram compostos por energia eólica, 2,5 GW, ou 25% do total por energia hidrelétrica, 0,8 GW, ou 8%, de fonte geotérmica e 0,5 GW, ou 4% de solar ou biomassa. A geração de energia em 2015 somou 33,6 TWh sendo 48% de eólica, 31% da fonte hidráulica, 18% da geotérmica e 3% de solar ou biomassa.
O CEO e diretor geral da EGP destacou em comunicado que em 2015 a empresa deu passos significativos para reforçar sua presença em mercados como a Ásia e África. No primeiro caso está a entrada na Índia e no segundo um projeto de 500 MW de energia solar na África do Sul. Além disso, destacou o desenvolvimento de soluções off-grid por meio de armazenamento de energia para incrementar a flexibilidade e performance do portfólio da EGP.