Distribuidoras do grupo CPFL Energia divulgam investimentos no 1º semestre

CPFL Paulista investiu R$ 17 milhões no sistema de distribuição da região de Bauru. CPFL Mococa aplicou R$ 4 milhões

Distribuidoras que integram o grupo CPFL Energia divulgaram na última segunda-feira (18) os investimentos aplicados em suas áreas de concessão ao longo do primeiro semestre do ano. A CPFL Paulista liberou R$ 17 milhões no sistema de distribuição da região de Bauru durante o primeiro semestre de 2017, crescimento considerável na comparação com mesmo período do ano passado, quando a cidade recebeu R$ 3,6 milhões. O aporte de recursos beneficiou mais de 168 mil consumidores.

 Os investimentos têm como objetivos aumentar a qualidade e continuidade do fornecimento de energia elétrica, ampliando a eficiência operacional. Dentre os trabalhos executados no período, destacam-se as obras voltadas ao suporte para o crescimento de mercado, adequação de capacidade de subestações e linhas de transmissão, manutenção e expansão de redes.

Do total aplicado, cerca de R$ 1,8 milhão foi para projetos voltados ao atendimento ao cliente, com a ampliação da extensão das redes elétricas e instalação de medidores para clientes residenciais, comerciais e industriais. Isso possibilitou o acréscimo de 1.076 novos consumidores, ao longo do primeiro semestre de 2017 em Bauru.

A concessionária também destinou R$ 10 milhões para expansão da capacidade de subestações e linhas de transmissão. As obras de manutenção e melhoria da rede elétrica, que preveem a instalação de equipamentos, como transformadores e sistemas de telecomando, bem como recondutoramento de cabos e substituição de postes e redes convencionais por redes multiplexadas, receberam recursos na ordem de R$ 2,6 milhões.

Já a CPFL Mococa, distribuidora que atende 44 mil consumidores em um município de São Paulo e em três de Minas Gerais, investiu cerca de R$ 4 milhões no seu sistema elétrico no primeiro semestre de 2017, recurso voltado para a expansão, modernização e manutenção da rede de distribuição. O valor representa um expressivo crescimento de 12% na comparação com igual período do ano passado.

A empresa aplicou ainda R$ 1,75 milhão em projetos voltados ao atendimento do cliente, como a extensão da rede elétrica para a conexão de novos consumidores residenciais, industriais e comerciais e a instalação de novos medidores. Isso permitiu a adição de 308 novos clientes à rede da concessionária no período. Outros R$ 384 mil foram voltados a projetos de suporte ao crescimento do mercado, como ampliação da capacidade de linhas de transmissão e subestações.