CCEE: PLD continua no teto de R$ 533,82/ MWh em outubro

Carga para próxima semana deve sofrer redução de 310 MW med

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica informa que o Preço de Liquidação das Diferenças para o período entre 7 e 13 de outubro nos submercados Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte segue no valor máximo de R$ 533,82/MWh estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica para 2017.

A previsão de afluências para o sistema, em outubro, sobe de 65% para 69% da média histórica, índice influenciado pelos índices de Energia Natural Afluente esperados para o Sul, que cresceu de 52% para 64% da média de longo termo. A expectativa de afluências para o Sudeste, permanece em 79%; no Nordeste ela cai de 31% para 26% de expectativa e Norte, de 56% para 51%.

A carga prevista para a próxima semana deve ficar em torno de 310 MW med mais baixa, redução esperada apenas no Sul. Nos demais submercados, a carga não se alterou. Já os níveis dos reservatórios do Sistema ficaram cerca de 630 MW med mais baixos frente à expectativa da última semana com reduções no Sudeste, com redução de 815 MW med e no Norte, com queda de 175 MW med. A previsão indica níveis mais altos no Sul, com aumento de 100 MW med e no Nordeste, com alta de 260 MW med.

O fator de ajuste do MRE previsto para outubro foi revisto de 61,2% para 60,2% e os Encargos de Serviços do Sistema são esperados em R$ 6 milhões para o mês, montante referente apenas à restrição operativa. Os custos decorrentes do descolamento entre o CMO e o PLD, que remuneram as usinas que são despachadas por ordem de mérito, estão acima do preço máximo e são estimados em R$ 41 milhões para outubro.