CEEE registra melhora nos índices de qualidade de energia

Distribuidora gaúcha consegue redução de 40% no DEC e FEC em três anos

A CEEE-D (RS) divulgou nesta segunda-feira, 9 de outubro, informações com resultados que apontam melhoria dos indicadores técnicos de continuidade do fornecimento no último mês de agosto, em comparação com setembro de 2016, com benefícios diretos ao atendimento dos clientes da distribuidora. Os dados que avaliam e comparam o desempenho dos indicadores dos últimos quatro anos em toda área de concessão apontam uma redução de 40% na duração e frequência das interrupções na comparação de 2014 com 2017.

No recorte com as informações Gerência Regional Metropolitana, formada por treze municípios e um mercado de 830 mil clientes, incluindo a capital e mais doze cidades das regiões metropolitana e carbonífera, os dados apontam uma redução de 53% no DEC e FEC. Segundo o gerente Regional, Jeferson de Oliveira Gonçalves, na capital, o item que mede a duração equivalente de interrupção por unidade consumidora baixou de 14,39 horas em 2014 para 7,27 horas em 2017, e a frequência das interrupções diminuiu, nesse mesmo período, de 13,07 vezes para 6,15 vezes.

Na análise do gerente, esses indicadores estão alinhados às ações implementadas neste ano na expansão e manutenção do sistema na Regional Metropolitana, que já contabilizam 400 obras e investimentos da ordem de R$ 10 milhões. Em toda área de concessão, o indicador DEC que, em 2014 estava em 27,45, hoje é de 16,51 horas, e o FEC que registrava 17,6 vezes caiu para 10,3.

Para o diretor de Distribuição da Companhia, Júlio Hofer, o desempenho decrescente dos indicadores reflete o principal objetivo, que é oferecer melhores serviços aos clientes. Hofer avalia que isso é resultado de um trabalho estruturado e que envolve melhoria de processos, envolvimento de pessoas, novos investimentos na infraestrutura energética e incremento de tecnologia.  Ele exemplifica dois projetos que vêm sendo desenvolvidos pela CEEE-D em todos os municípios e que visam melhorar a performance da Empresa e os serviços ofertados ao mercado. Um deles é o “Fez Gato, pagou o Pato”, que objetiva reduzir perdas e combater ligações irregulares, e outro é a instalação, automação e supervisão de religadores e chaves automatizadas no sistema. Pelo relatório da área de engenharia da Empresa, 417 equipamentos já foram direcionados ao sistema de energia dos municípios da Regional Metropolitana, 137 no Litoral Norte, 118 no Sul, 58 no Litoral Sul, 57 no Centro Sul e 43 na Campanha.

O presidente do Grupo CEEE, Paulo de Tarso Pinheiro Machado, destaca a crescente evolução do desempenho da Companhia nesses dois anos e meio da gestão para a prestação de serviços qualificados aos clientes. Segundo ele, a empresa pactuou isso em 2015 junto ao órgão regulador, com metas, indicadores e projetos claros. Neste ano, os compromissos foram renovados, com foco nas ações que agreguem mais qualidade da energia no fornecimento da energia aos clientes, e também mais desenvolvimento às regiões do estado.