Conselho da Cemig aprova postergação de pagamento de dívida

Decisão afeta contratos de crédito fixo e cédulas de crédito bancário da Cemig-GT junto ao Banco do Brasil ao valor de R$ 549,1 milhões

O conselho de administração da Cemig aprovou a postergação do pagamento de parcela de dívida em sessenta dias. Essas linhas somam R$ 549,1 milhões. São empréstimos concedidos à sua subsidiária Cemig-GT junto ao Banco do Brasil, cujos vencimentos de parcelas variavam entre 24 e 30 de outubro. Com essa medida ainda foi aprovada a elevação dos encargos financeiros sobre o saldo devedor. Passaram de uma faixa de variação média de 108% e 112% e  do CDI para 128% em parcelas de dois contratos de abertura de crédito fixo e em 14 cédulas de crédito bancário que somam R$ 270 milhões. Já em uma dessas linhas – a de valor unitário mais elevado, R$ 150 milhões –  o encargo foi mantido em 132,9% do CDI. Ao mesmo tempo foram alteradas as hipóteses de vencimento antecipado da dívida.