AES Corp tem prejuízo de US$ 1,161 bilhão em 2017

Receita da empresa ficou em US$ 10,530 bilhões no ano passado

A AES Corp teve prejuízo atribuível aos controladores de US$ 1,161 bilhão em 2017, ante US$ 1,130 bilhão registrado no ano passado. No quarto trimestre, o prejuízo de US$ 1,342 bilhão, ampliado as perdas do mesmo período anterior US$ 949 milhões.

A receita da empresa ficou em US$ 10,530 bilhões no ano passado, pouco acima dos US$ 10,281 bilhões registrado em 2016. No quarto trimestre, a receita ficou em US$ 2,643 bilhões, ante US$ 2,660 bilhões em igual período anterior. As receitas no Brasil chegaram a US$ 144 milhões no quarto trimestre, acima dos US$ 111 milhões em 2016. No acumulado do ano, a receita alcançou US$ 542 milhões, contra US$ 450 milhões em 2016.

“Em 2017 nós atingimos nossos objetivos financeiros em todas as métricas e fizemos avanços no progresso no nossos objetivos estratégicos”, afirmou o presidente e CEO da AES, Andrés Gluski. “Nós aceleramos a transformação do nosso portfólio saindo de 4,3 GW de capacidade movida a carvão e adquirindo 2,3 GW em contratos de longo prazo de energia renovável”, continuou.

A reorganização do grupo deve gerar economias adicionais de US$ 100 milhões até 2019. A Eletropaulo foi reclassificada como operação descontinuada após a entrada da companhia no Novo Mercado da B3.