Revisão tarifária da Coelba traz variação média de 16,95%

Na Cosern, revisão tarifária traz efeito médio de 16,61% para consumidores

Duas distribuidoras do Grupo Neoenergia tiveram as suas revisões tarifárias definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 17 de abril. A revisão tarifária da Coelba (BA) vai trazer um efeito médio para os consumidores de 16,95% nas suas contas. Para os consumidores da alta tensão, o reajuste vai ficar em 16,17%, enquanto para os da baixa tensão, ficará em 17,27%. O valor da revisão, que será aplicado a partir do próximo dia 21 de abril, foi definido em reunião da diretoria da Aneel. Na reunião, o diretor relator do caso, André Pepitone, alertou que o Programa Luz Para Todos da concessionária vai exigir um volume alto de investimento que poderá impactar na tarifa. “É uma avaliação importante que merece ser aprofundada”, afirmou.

Outra distribuidora do Grupo Neoenergia que teve a tarifa revista foi a Cosern (RN). Lá, o efeito médio da revisão ficou em 16,61%. Na alta tensão, o impacto vai ficar em 17,47%, enquanto na baixa tensão, ele vai ser de 14,38%. A revisão também começa a vigorar a partir do dia 17 de abril.