Itaipu vai investir mais de R$100 milhões em Foz do Iguaçu

Convênio assinado com a prefeitura na última quinta-feira (21) prevê amplo pacote de obras para a região Norte da cidade, incluindo pavimentação asfáltica, construção de ciclovias, readequação de estradas rurais, intervenções viárias e a nova etapa do Mercado Municipal

A Itaipu e a prefeitura de Foz do Iguaçu assinaram um convênio para uma série de obras de infraestrutura para a região Norte da cidade. O acordo, firmado na última quinta-feira, 21 de junho, prevê um aporte adicional de quase R$ 80 milhões, que serão agregados aos R$ 24 milhões anunciados no último dia 15 para obras de infraestrutura, moradia e coleta seletiva na Vila C. Ao todo serão aplicados aproximadamente R$ 104 milhões, a maior parte proveniente da binacional.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, participou da solenidade, ao lado do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Marcos Stamm, e do diretor de Coordenação da usina, Newton Kaminski, e disse que nunca na história a empresa investiu tantos recursos na cidade. “Eu acompanho a política há muitos anos e sempre vi Itaipu atuar pontualmente. Mas hoje não são ações pontuais, são ações estratégicas”, declarou o prefeito. “Tudo o que está sendo feito é pensando no planejamento da cidade, no crescimento da cidade”, pontuou.

Já o diretor-geral brasileiro destacou que os aportes demonstram o compromisso da binacional  com a região Oeste, especialmente com Foz do Iguaçu – onde a empresa está instalada. Stamm chamou a atenção para o bom relacionamento que existe hoje entre as diferentes instâncias de poder – município, Estado e governo federal. “Isso faz com que tenhamos ações muito mais efetivas”, observou.

Newton Kaminski concordou, afirmando que há uma conjunção de bons fatores e de envolvimento do município, de Itaipu, do governo do Estado, do governo federal. “Acho que isso colocou novamente Foz do Iguaçu em posição de destaque”.

As obras anunciadas integram um amplo projeto de reurbanização da região Norte, que teve a contribuição do arquiteto Jaime Lerner. A melhoria na infraestrutura também irá permitir à Itaipu triplicar o número de visitantes nos próximos cinco anos. Hoje, os atrativos turísticos da usina recebem 700 mil turistas por ano.