Banco do Nordeste inicia financiamento de energia solar para uso residencial

FNE Sol já aportou mais de R$ 8,5 bilhões a empresas e agora passa a atender pessoas físicas

O Banco do Nordeste começou a financiar sistemas de geração distribuída solar fotovoltaica para pessoas físicas por meio do FNE Sol. A expansão da linha de crédito da instituição foi autorizada pela Portaria Interministerial 461, de 12 de novembro, publicada na última sexta-feira, 30, no Diário Oficial da União. Nos últimos anos, o BNB, por meio do FNE Sol, aplicou mais de R$ 8,5 bilhões em projetos para atendimento empresarial.

De acordo com dados da instituição de fomento, os clientes poderão financiar com o BNB até 100% do investimento, com limite de até R$ 100 mil, prazo de pagamento de até oito anos e carência de até seis meses. Para valores até R$ 50 mil, a garantia necessária será aval somado à alienação dos equipamentos. Acima deste valor, será garantia real mais alienação dos equipamentos.

A linha de crédito utiliza recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), funding operado exclusivamente pelo BNB. O presidente do BNB, Romildo Rolim, destacou que faltava apenas pessoa física ser atendida pela instituição nessa modalidade de financiamento. A taxa de juros começa a partir de 0,39% ao mês. Os equipamentos podem ser adquiridos e financiados sem impacto nos gastos do cliente. Depois de quitado o financiamento, lembrou o BNB, ficam apenas os benefícios da redução da conta. O modelo de atendimento à pessoa física contará com cadastro e conta corrente digital e apresentação de documentos nas agências nessa primeira fase, evoluindo para a solicitação de crédito via internet banking no primeiro semestre de 2019.

 O FNE Sol financia todos os componentes para geração centralizada e sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica, eólica, de biomassa ou pequenas centrais hidroelétricas (PCH) e também sua instalação. O produto que já era destinado a empresas de todos os portes e setores, produtores e empresas rurais, cooperativas e associações, instalados na área de atuação do banco passa também a atender pessoas físicas, a partir de dezembro, para implantação de sistemas de energias renováveis que atendam casas ou apartamentos.
Confira abaixo as faixas de financiamento e taxas do BNB: