Cotas de custeio da CDE para outubro somam R$ 48,9 milhões

Transmissoras terão que pagar R$ 20,8 milhões em cotas do Proinfa para fevereiro de 2019

A Agência Nacional de Energia Elétrica fixou na última terça-feira, 11 de dezembro, as cotas das transmissoras referentes a Conta de Desenvolvimento Energético para o mês de outubro de 2018. De um total de R$ 48,9 milhões que deverá ser pago pelas concessionárias, a Cemig GT vai recolher o maior valor, de R$ 12,7 milhões. Em seguida, quem recolhe a maior parcela é a Eletronorte, de R$ 5,76 milhões. A menor cota vai ser a da Afluente, de R$ 4.145,59. Os valores deverão ser recolhidos até o dia 10 de janeiro de 2019.

A Aneel também fixou as cotas de custeio do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica para fevereiro de 2019. Dos R$ 20,8 milhões que deverão ser pagos à Eletrobras até o dia 10 de janeiro, o maior valor é da Eletronorte, com R$ 5,5 milhões, sendo seguida pela Chesf, com R$ 4,7 milhões.