Enel emite títulos ligados a ODS da ONU ao valor de 2,5 bi de euros

Esses bonds foram para o mercado europeu e seguem a mesma linha da emissão realizada pela empresa nos Estados Unidos no final de setembro

A Enel completou uma nova captação de recursos, dessa vez na Europa ao montante de 2,5 bilhões de euros. Os papeis emitidos são bonds para investimentos institucionais no mercado daquele continente multi tranche no formato sustentável. Isso porque está relacionado com objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU. A empresa lançou a mesma modalidade de captação no início do mês no mercado dos Estados Unidos.
Segundo a empresa, o título, garantido pela Enel e lançado como parte do programa de emissão de títulos a médio prazo da Enel e da EFI, teve uma demanda quase quatro vezes maior com pedidos de cerca de 10 bilhões de euros e uma significante participação de investidores responsáveis socialmente (SRIs, na sigla em inglês). Essa demanda permitir ao grupo Enel, apontou a empresa em comunicado, a diversificar sua base de investidores.
Na avaliação da Enel, a forte demanda por títulos emitidos confirma a valorização dos mercados pela solidez da estratégia sustentável do grupo e seus consequentes resultados financeiros, refletindo o impulso da Enel em direção a um financiamento cada vez mais sustentável. E ainda, apontou que esta emissão está alinhada com os títulos vinculados aos SDG lançados no mercado americano pela EFI em setembro ao valor total de US$ 1,5 bilhão, além dos três green bonds anteriores emitidos pela EFI no mercado europeu, por um total de 3,5 bilhões de euros.
Em particular, essa emissão de títulos, será usada para atender aos requisitos financeiros comuns do Grupo e está ligada à capacidade da Enel de alcançar alguns Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Em especial os de número 7 e 13, que referem-se a energia limpa e acessível e ação climática com a redução de gases de efeito estufa.
A emissão está estruturada em três tranches, um de 1 bilhão de euros a taxa de 0% com vencimento em junho de 2024 e ligada ao ODS 7. Se neste caso o objetivo não for alcançado um mecanismo será aplicado aumentando a taxa em 25 pontos base. Outra tranche de mesmo valor está fixada com taxa de 0,375% com vencimento em 2017 também ligada ao ODS 7 e com mesmo mecanismo de elevação de taxa. Já a última tranche de 500 milhões foi emitido a taxa de 1,125% e vencimento em 2034 ligada ao ODS 13 com o mecanismo de elevação em 25 pontos base caso o objetivo não seja alcançado pela Enel.