Chuvas no ES interrompem geração de usina da Renova

Chuvas na região resultaram na inundação da Casa de Força da PCH São Joaquim, de 21 MW de potência instalada

A Renova Energia, empresa em recuperação judicial, informou que as fortes chuvas verificadas na semana passada, na região do município de Alfredo Chaves (ES), elevaram os níveis do rio Benevente, resultando na inundação da Casa de Força da PCH São Joaquim (21 MW) que é controlada pela sua subsidiária Brasil PCH. Com essa situação a companhia confirmou a interrupção da produção de energia elétrica na usina.

De acordo com Fato Relevante publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários, as inspeções conduzidas até o momento pela companhia não apontam qualquer impacto que ameace a segurança do empreendimento ou ao meio ambiente. E ainda, que foram iniciados os procedimentos de drenagem da Casa de Força e o planejamento das atividades necessárias ao restabelecimento das unidades geradoras.

A Renova também informou que o sinistro não resulta em qualquer impacto à capacidade de pagamento tempestivo das debêntures de emissão da Brasil PCH.