Aneel aprova reajuste de dois dígitos de cooperativas de energia

Aplicação foi adiada para 1º de julho em função do quadro de emergência sanitária causada pelo novo coronavírus

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na última terça-feira, 28 de abril, os reajustes tarifários de quatro cooperativas de energia elétrica, porém suspendeu a aplicação para 1º de julho em função do quadro de emergência sanitária causada pelo novo coronavírus.

Os reajustes suspensos entrariam em vigor no dia 29 de maio para a Cooperativa de Eletrificação Rural de Resende (Ceres), Cooperativa de Eletrificação Rural de Itaí‐Paranapanema‐Avaré (Ceripa), Cooperativa de Eletrificação Rural Cachoeiras do Itaboraí (Cerci) e Cooperativa de Eletrificação Rural de Araruama (Ceral Araruama).

Segundo a Aneel, empresas continuarão cobrando as atuais tarifas até 30 de junho de 2020. A partir de 1° de julho, os reajustes serão aplicados às cooperativas, com exceção da Ceres, que somente entrará em vigor se a cooperativa estiver adimplente com as obrigações intrassetoriais.