S&P altera perspectiva dos ratings de crédito da Cemig

Aência reafirmou rating de emissão de bonds de US$ 1,5 bilhão em bonds da Cemig-GT

A Agência de Classificação de Risco Standard & Poor’s alterou na última sexta-feira, 10 de julho, de estável para positiva a perspectiva dos ratings de crédito de emissor de longo prazo atribuídos à Cemig e às suas subsidiárias operacionais Cemig-D e Cemig GT. A S&P também reafirmou os ratings ‘B’ na escala global e ‘brA+’ na Escala Nacional Brasil das três entidades. O perfil de crédito individual ‘b’ permanece inalterado. Ao mesmo tempo, reafirmamos nosso rating de emissão ‘B’ dos bonds da Cemig-GT, no valor de US$ 1,5 bilhão e com vencimento em 2024.

De acordo com a S&P, a alteração é baseada na recente melhora nas métricas de crédito – dívida sobre EBITDA de 4,2 vezes e fluxo de caixa proveniente das operações sobre dívida de 10% em março de 2020-, bem como nossa expectativa de que o grupo sustentará tais índices, apesar da desaceleração econômica decorrente da pandemia. Para a agência, o desempenho operacional melhorou especialmente no segmento de distribuição da Cemig desde o último reajuste tarifário aprovado em 2018 e na recente decisão judicial favorável em um processo tributário, que lhe permitiu acessar cerca de R$ 1,4 bilhão em depósitos judiciais.

Ainda de acordo  com a S&P, houve melhora na posição de liquidez, refletindo as medidas para preservar o caixa, como redução dos investimentos e adiamento do pagamento de dividendos para o final deste ano. .A faca situação fiscal do acionista controlador, o estado de Minas Gerais ainda seja uma preocupação e a agência vai continuar avaliando o impacto na política financeira do grupo e em seu acesso aos mercados de crédito.