Eneva adere ao projeto Salvando Vidas do BNDES

Empresa vai doar R$ 400 mil para ações de apoio ao combate ao coronavírus; banco dobrará o valor da doação como parte do projeto

A Eneva, geradora de energia e produtora de gás natural, informou que aderiu ao projeto de financiamento coletivo Salvando Vidas, lançado recentemente pelo BNDES. A empresa doou R$ 400 mil para compra de materiais e equipamentos de proteção para os profissionais de saúde que atuam no Hospital de Campanha de Roraima – Primeira Brigada de Infantaria de Selva/Base Operação Acolhida, em Boa Vista.

De acordo com o formato do Salvando Vidas, o BNDES vai dobrar o valor em dinheiro das contribuições recebidas por empresas e sociedade civil até o valor de R$ 50 milhões. Dessa forma, serão R$ 400 mil do banco adicionais ao valor aportado pela Eneva. A parte do BNDES será investida na compra de materiais e equipamentos de proteção para médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos mais necessitados do país, seguindo os critérios de criticidade estabelecidos pelo banco considerando a Covid-19.

A compra dos materiais será feita pelo projeto e inclui itens como máscaras cirúrgicas e de proteção, luvas, capotes, aventais, óculos, entre outros. O Salvando Vidas conta com a parceria da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), que centraliza as demandas e a distribuição dos itens entre os hospitais.

Além da adesão ao projeto Salvando Vidas, a Eneva já destinou R$ 4 milhões para uma série de doações e ações de voluntariado nos estados onde mantém operações (Maranhão, Ceará, Amazonas, Roraima e Rio de Janeiro), para apoiar governos locais, instituições de saúde e comunidades no enfrentamento a Covid-19.

A empresa doou testes para detecção do coronavírus, respiradores, medicamentos, kits de higiene e de limpeza hospitalar, cestas básicas, máscaras, entre outros itens. Também apoiou o governo do Maranhão na instalação de um hospital de campanha em Pedreiras (Médio Mearim), com a aquisição de leitos, equipamentos hospitalares e de EPIs para os profissionais de saúde.