Neoenergia prevê trocar 27 mil lâmpadas no ano

Programa de eficiência energética das distribuidoras do grupo abrange 38 municípios de sua área de concessão

A Neoenergia pretende chegar ao final do ano com quase 27 mil pontos de iluminação pública modernizados com lâmpadas a LED em 38 municípios nos cinco estados em que distribui energia. Segundo dados da companhia, 11.120 mil luminárias já foram substituídas. A previsão é de que mais 15.861 nos próximos seis meses sejam trocadas em projetos que integram os Programas de Eficiência Energética regulado pela Aneel e em parceria com as prefeituras.

Com a iniciativa é esperada uma economia que pode chegar até 50% em algumas cidades da Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo e Mato Grosso do Sul, em benefícios de desempenho que se refletem na redução da conta de luz, além dos custos com manutenção, visto a vida útil do LED ser superior aos sistemas convencionais.

O programa foi Iniciado em 2019 na Elektro, sendo ampliado esse ano para a Coelba, Celpe e Cosern, contemplando a troca completa dos conjuntos de lâmpadas, luminárias e reatores tradicionais por um único item. Além disso, as concessionárias oferecerão treinamentos para as equipes municipais abordando o uso eficiente de energia elétrica e sua gestão. Dados da empresa apontam que a primeira fase do projeto, concluída até o final desse mês, conferiu uma economia de 6.000 MWh ao ano na Elektro. Com a conclusão em todas as localidades, esse volume pode chegar a 12.360 MWh por ano.

Suporte a hospitais

Unidades de saúde que atendem a casos de covid-19 também foram beneficiadas com ações que incluem vistorias e otimização das centrais de climatização, refrigeração e iluminação dos prédios públicos. Na Bahia foram instaladas quase 5 mil lâmpadas de LED e 121 equipamentos de refrigeração, além de 95 aparelhos de diferentes tipos de climatização em 53 unidades utilizadas no enfrentamento da pandemia em 24 municípios do estado, incluindo Salvador.

Já em Pernambuco foram mais de 3.400 lâmpadas substituídas e 79 aparelhos de ar-condicionado e climatização, como splits e refrigeradores entregues em três grandes hospitais além de outras unidades vinculadas à Secretaria de Saúde do estado e à Prefeitura de Recife.