Inadimplência faz Roraima Energia cortar fornecimento de secretarias estaduais

Dívida do governo do estado é de R$ 775 milhões com distribuidora. Somente atual gestão já tem R$ 88 milhões em débitos

A Roraima Energia realizou nesta quarta-feira, 14 de outubro, cortes de energia em diversas secretarias estaduais. O governo roraimense acumula uma dívida de  R$ 775 milhões. Desde o início da atual gestão, em janeiro de 2019, já se acumula uma dívida vencida e não paga de aproximadamente R$ 88 milhões. De acordo com a distribuidora, a inadimplência se tornou insustentável, afetando drasticamente o caixa. Essa situação resultou na redução do fornecimento de óleo diesel. Diariamente, cerca de um milhão de litros são comprados pela empresa para garantir a geração de energia para todo o estado, único ainda não interligado ao Sistema Interligado Nacional.

Ainda segundo a distribuidora, somente ao Governo de Roraima é repassado mensalmente cerca de R$ 25 milhões por mês em arrecadação de ICMS pelos processos de geração e distribuição de energia. “Desta forma, cumprimos com pontualidade todos os compromissos, sejam obrigações tributárias ou de outra natureza perante o ente estadual”, diz o comunicado à imprensa. Mais de mil famílias trabalham direta o indiretamente para a distribuição de energia do estado.

A concessionária alega que para sua sobrevivência e manutenção, precisa receber pelo serviço prestado. Desde que assumiu o fornecimento no estado, ela  buscou uma negociação amigável com o governo do estado, o que  não ocorreu. Sob o risco da inadimplência comprometer o fornecimento aos demais clientes, a suspensão no fornecimento foi realizada. Quanto ao pagamento dos ativos oriundos da antiga concessão da CERR, a Roraima Energia diz que vem honrando com seu compromisso com o Governo Estadual.