Terceiro trimestre traz lucro de R$ 51,1 mi para AES Tietê

Ebitda de R$311,7 milhões mostra subida de 22,3% no período

A  AES Tietê teve lucro de R$ 51,1 milhões no terceiro trimestre de 2020. O valor é 47,3% menor que o do terceiro trimestre de 2019, de R$ 97,1 milhões. A receita líquida de R$ 509,4 milhões mostra uma queda mínima de 0,3% em relação ao apurado no mesmo trimestre de 2019. O Ebitda apresentou um aumento de 22,3%, chegando a R$ 311,7 milhões.

De acordo com Clarissa Saddock, CFO da AES Tietê, o desempenho da empresa no terceiro trimestre foi marcado pela acertada estratégia comercial, bem como de gestão ativa do portfólio, associadas ao compromisso que há na diligência de custos e despesas.

Em nove meses, a AES Tietê teve lucro líquido consolidado de R$ 245,4 milhões, 26,1% maior do que os R$ 194,6 milhões até setembro de 2019. A receita operacional líquida nesse período totalizou R$ 1,47 bilhão, em linha com o de 2019, de R$ 1,48 bilhão. O Ebitda da geradora cresceu 20,6% até setembro, ficando em R$ 900,1 milhões.

A geração de 2.382 GWh nas usinas hídricas mostra um recuo de 16,1% no trimestre, enquanto os ativos eólicos registraram aumento de 4,6% no período, indo a 508,6 GWh. Já a fonte solar aumentou a geração em 54,3% no trimestre, com 156,5GWh.