Cteep compra Piratininga – Bandeirantes Transmissora por R$ 1,59 bilhão

Empreendimento entrou em operação em abril deste ano e tem RAP de R$ 172 milhões

A ISA Cteep anunciou em comunicado ao mercado nesta quarta-feira, 2 de dezembro, que assinou com o Wire Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia e o Fundo de Investimento em Participações em Infraestrutura Kavom contrato de Compra e Venda de Ações para compra via direta e indireta, da totalidade das ações representativas do capital social da Piratininga-Bandeirantes Transmissora de Energia S.A. O valor da compra é de R$ 1,59 bilhão considerando dívida líquida estimada de R$ 292 milhões em 31 de dezembro de 2020 e está sujeito a ajustes.

De acordo com o comunicado, a transação reforça a estratégia de crescimento com geração de valor sustentável com o compromisso de criação de valor com investimentos em projetos que contribuem para a expansão do sistema de transmissão de energia elétrica do Brasil.

A PBTE tem a concessão do lote F arrematado sem deságio no Leilão 013/2015, ocorrido em abril de 2016, para a construção e operação de uma linha de transmissão subterrânea de 30 quilômetros na cidade de São Paulo. A LT conecta duas SEs da CTEEP –  Bandeirantes e Piratininga 2 – e entrou em operação em abril de 2020. O contrato de concessão expira em novembro de 2046. A Receita Anual Permitida no ciclo 2020/21 é de R$ 172 milhões e tem reajuste anual pela inflação. A expectativa é de incorporar o ativo e operar com acréscimo marginal de custo considerando as sinergias com as operações atuais.

A estrutura de capital da operação deve se dar por aproximadamente 20% em recursos próprios e aproximadamente 80% via captações no mercado de capitais, incluindo o refinanciamento da dívida atual. No 3T20, o custo médio da dívida consolidada da ISA CTEEP foi de 6% ao ano.