Grupo Capitale investe em startup mirando mercado varejista

Aporte na Lemon Energy envolve transmissão de conhecimento e experiência em projetos de energia verde, além do capital financeiro

O Grupo Capitale anunciou que está investindo na Lemon Energy, startup de alternativa renovável para suprimento de energia elétrica a consumidores do varejo. A proposta é usar tecnologia para viabilizar a oferta de produtos para clientes de menor porte, apontando caminhos para uma atuação qualificada de ambas as empresas na comercialização varejista, após a abertura total do mercado livre, prevista para 2024.

A startup usa ambiente digital para conectar os agentes na geração compartilhada, sem precisar instalar placas solares fotovoltaicas ou outro tipo de sistema de geração em seus estabelecimentos. Atua em Minas Gerais e no Distrito Federal com uma cartela de geradores que somam 300 MW e busca expandir seu serviço para outras regiões, estimando atender 10 áreas diferentes de concessão em 2021

O requisito para a modalidade é que o consumidor produza sua energia no mesmo local do consumo, ou que componha um consórcio associado a uma usina renovável de pequeno no porte conectada na mesma distribuidora do consumidor, conhecida como geração compartilhada.

Apesar de ser mais atrativa para o consumidor, por não exigir investimento em painéis solares e nem a instalação e manutenção dos mesmos, sua viabilização é complexa, dado o esforço comercial necessário, as burocracias envolvidas para enquadramento e os volumes de energia reduzidos da transação.

O aporte do Grupo Capitale acontece na segunda rodada de investimentos promovida pela startup, que também contou a com o investimento da Z-Tech, braço de corporate venture capital da cervejaria Ambev. Na primeira rodada, realizada em setembro do ano passado, foram captados US$ 1 milhão e contou com a participação dos fundos Canary e da Big Bets, além de alguns investidores-anjo.