Abradee pede inclusão de trabalhadores entre grupos prioritários para vacinação

Solicitação feita ao MME será apresentada ao Ministério da Saúde, que ainda não anunciou plano de imunização após a liberação das vacinas contra a Covid

A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica já conversou com o Ministério de Minas e Energia e pretende apresentar ao Ministério da Saúde solicitação para que os funcionários das empresas que trabalham na operação ou no atendimento ao público sejam inseridos nos grupos prioritários de um eventual programa de imunização contra a Covid 19. “A gente entende que assim como outros segmentos, como saúde e segurança, esse pessoal também tem que estar [como prioridade], porque está em linha direta”, disse o executivo à Agência CanalEnergia.

Madureira calcula que dos cerca de 200 mil trabalhadores próprios e terceirizados das distribuidoras, algo em torno de 70%, ou 120 mil pessoas, compõem os times de campo das empresas e as equipes de atendimento presencial nas agências.

O governo federal está sendo pressionado pelos governadores para anunciar um plano nacional de vacinação, estabelecendo toda a logística de produção e distribuição das vacinas contra o coronavírus. Algumas estão sendo testadas no Brasil e terão que ser aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Homenagem

O papel dos trabalhadores durante a pandemia foi destacado por lideranças do setor elétrico e das empresas de distribuição, durante a solenidade de entrega do Prêmio Abradee 2020. A cerimônia virtual realizada nesta quarta-feira, 9 de dezembro, fez uma homenagem às empresas e a seus colaboradores pelo esforço para manter o atendimento ao consumidor na pandemia. Todas as 40 associadas da entidade receberam um placa, que foi mostrada em vídeos produzidos por elas próprias.

Madureira destacou na homenagem que o ano de 2020 foi desafiador, e todas as atividades laborais foram feitas com adequações, respeitando as restrições sanitárias e com o cuidado para preservar a saúde dos trabalhadores. Além do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participaram do evento o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema, Luiz Carlos Ciocchi; o presidente da Empresa de Pesquisa Energética, Thiago Barral; o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, André Pepitone, e o conselheiro da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica Marcos Delgado.