Grupo Energisa anuncia investimentos de R$ 3,8 bi para 2021

Prioridade é para programa de universalização, expansão das redes, manutenção e combate as perdas não técnicas

O Grupo Energisa afirmou que irá investir aproximadamente R$ 3,8 bilhões em 2021, sendo mais de R$ 2,7 bilhões para as distribuidoras, R$ 833,8 milhões em obras de transmissão, R$ 204,8 milhões para a subsidiária Alsol (R$ 166,9 milhões a mais do que em 2020) e o restante em outros serviços, informou a companhia em comunicado ao mercado na última segunda-feira, 25 de janeiro. O montante previsto representa R$ 1,4 bilhão acima do que o aporte aplicado no ano passado.

Segundo o plano de negócios atualizado pela companhia, os valores envolvem ativos elétricos e não elétricos próprios, com o foco sendo direcionado ao programa de universalização, atendimento de novas cargas e expansão das redes, manutenção e substituição de ativos, melhoria da qualidade na prestação dos serviços de distribuição, combate ao furto de energia, aperfeiçoamento de processos internos e de informática, além dos investimentos nos lotes do segmento de transmissão adquiridos nos leilões realizados em 2017, 2018 e 2020.

Assim como em 2020, a concessão de Rondônia ficará com a maior fatia de recursos no ano, somando R$ 747,5 milhões, seguida pela Energisa Mato Grosso, com R$ 574,8 milhões, e Mato Grosso do Sul, com R$ 442,3 milhões. Na parte de transmissão, o destaque fica para o aporte de R$ 389,7 milhões em obras no Tocantins e de R$ 318,6 milhões no Amazonas, essa última prevista para iniciar nesse ano.