Aneel nega parcelas de RAP de obras ainda não homologadas

Abrate pediu a inclusão imediata de receita de reforços e melhorias não incluídos no ciclo tarifário 2020/2021

A Aneel negou pedido de medida cautelar da Associação Brasileira das Empresas de Transmissão de Energia Elétrica para incluir no ciclo tarifário 2020-2021 parcelas de receita referentes a reforços e melhorias de pequeno porte.O pedido abrange 315 obras que não tiveram adicionais de receita homologados no ano passado, mas ainda serão analisadas pela agência.

Segundo a Aneel, essa obras não passaram em critérios para enquadramento naquele momento, mas ficou decidido que seria solicitada uma avaliação do Operador Nacional do Sistema Elétrico, para comprovar o aumento de capacidade ou de confiabilidade da operação do Sistema Interligado. Segundo a Aneel, confirmada a necessidade dessas obras para sistema, as receitas poderiam ser incluídas no próximo processo tarifário.