TIM acerta parceria com Faro Energy para 15 usinas solares

Unidades abastecerão antenas e torres da operadora no Nordeste e Centro-Oeste e terão investimentos de R$ 100 milhões

A TIM, em parceria com a Faro Energy, contará com mais 15 usinas solares para abastecimento de sua infraestrutura de rede até o fim do primeiro semestre de 2021. As plantas estão localizadas no Distrito Federal e em mais cinco estados e têm potência instalada de 25 MWp, alimentando 970 antenas e torres da operadora no Nordeste e Centro-Oeste.

A Faro é responsável pelo investimento, construção, operação e manutenção das usinas solares. Dez delas já estão operando e atendendo unidades consumidoras da TIM na Paraíba, Pernambuco, Ceará e no Tocantins. Outras cinco, localizadas no Distrito Federal e Rio Grande do Norte estão em estágio avançado de construção, com entrega prevista para junho. A expectativa é produzir mais de 45 GWh por ano quando todas as plantas estiverem operando, o que equivale ao consumo anual de mais de 20 mil residências.

Pedro Mateus, CEO da Faro Energy, revela estar investindo mais de R$ 100 milhões na parceria com a TIM. Ele quer que a Faro lidere, junto com a operadora, um mercado que está constantemente em busca de novas soluções e oportunidades. As usinas construídas pela Faro Energy para a TIM influenciam de forma positiva a economia local, já que utilizam serviços e mão de obra nas cidades onde são implementadas, incentivando a geração de empregos e a qualificação de profissionais. Os colaboradores e as empresas são contratados não só para a construção das plantas, como também para sua operação e manutenção, por toda a vida útil da usina, de mais de 25 anos.

Para a TIM, projetos de geração de energia limpa e renovável são fundamentais e fazem parte de seu compromisso com as melhores práticas ESG, como destaca Bruno Gentil, Chief Business Support Officer da companhia. De acordo com ele, atualmente a empresa tem 34 usinas de energia renovável em operação e quer chegar a 60 até o fim de 2022, com geração mensal suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes.

A geração de energia proveniente das 15 novas usinas vai evitar a emissão de aproximadamente 15 mil toneladas de CO2 por ano, o equivalente ao plantio de 90 mil árvores ou uma redução da circulação de 8 mil veículos nas estradas. Até o momento, as plantas em operação evitaram a emissão de 3,7 mil toneladas de CO2 na atmosfera ou o equivalente ao plantio de 23 mil árvores. As usinas são equipadas com rastreador solar na fixação dos módulos, o que faz com que o equipamento acompanhe a posição do sol, proporcionando uma maior eficiência na geração de energia.