Ocorrência causa novo apagão no Amapá

Perturbação ocorreu entre a SE Jurupari e Laranjal do Jari e desligou a SE Macapá tirando 250 MW do SIN

Foi registrado um novo apagão no Amapá. Segundo informações iniciais passadas pelo Ministério de Minas e Energia, a ocorrência no SIN aconteceu às 16h05. O desligamento foi registrado no sistema de 230 kV que atende Macapá. A distribuidora local, a CEA confirmou a ocorrência e que não iria comentar porque o evento não estava relacionado com seus ativos.

Segundo o MME, em consequência do distúrbio houve o desligamento de toda a carga atendida pela Subestação Macapá, de cerca de 250 MW. Essa é a subestação em que iniciou o apagão que atingiu o estado por cerca de 20 dias sob concessão da LMTE. O início da retomada do fornecimento de energia iniciou às 16h21, com o religamento de um circuito da linha de transmissão.

A Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE) informou, por sua vez, que a falha foi devido a uma oscilação de potência na geração e não nas instalações da empresa que permaneceram 100% disponíveis.

E ainda, que o restabelecimento do fornecimento está sendo realizado de forma coordenada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico. As causas do desligamento deverão ser identificadas no Relatório de Análise de Perturbação.

Esse desligamento ocorre no momento em que no Senado Federal foi iniciada a discussão da MP 1031, de privatização da Eletrobras. E o evento foi até citado como argumento por senadores como Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para justificar a rejeição pelo projeto de desestatização da companhia.

No momento, inclusive a discussão ainda está focada se a matéria será votada ou não nesta quarta-feira 16 de junho. A reclamação estava centrada no fato de que o relatório do senador relator Marcos Rogério (DEM-RO) ainda não havia sido apresentado e que ainda não seria possível avaliar o texto apresentado.

Nota da Redação: matéria atualizada às 19:13 horas do dia 16 de junho de 2021 para inclusão do posicionamento da LMTE