Fusão na Omega é positiva para empresa, diz Ativa

Segundo a corretora, um dos motivos para a realização da operação é o atual momento do setor elétrico brasileiro e do mercado de capitais brasileiro

A Ativa Investimentos analisou como positiva a  combinação de negócios envolvendo Omega Geração e a Omega Desenvolvimento, aprovada pelos conselheiros.  A corretora, reforçou o entendimento quanto importância do movimento para os atuais acionistas de Omega Geração, uma vez que a combinação resultará numa incorporação da Omega Desenvolvimento a um valuation atrativo, precifica Omega Geração (OMGE3) a R$ 40,00, valor aproximadamente 20% superior ao atual, além de considerar como um movimento estratégico, que poderá revelar valorosas sinergias operacionais e financeiras para a nova companhia.

A ativa ressaltou ainda que se a fusão for mesmo aprovada pelos acionistas minoritários em assembleia geral extraordinária que será realizada no dia 28 de outubro, a Omega Energia terá suas ações negociadas no novo mercado da B3 e terá seu capital disposto por 74,4% dos acionistas de Omega Energia e 25,6% de Omega Desenvolvimento.

A corretora considera que o momento é propício e um dos motivos para a realização da operação é o atual momento do setor elétrico brasileiro e do mercado de capitais brasileiro.  Para a Ativa, as assimetrias acabam limitando a percepção de valor disposto por alguns papéis, como da própria geradora, que pouco dialogam com as dificuldades que envolvem o atual ambiente de negócios do país.

“Assim, ainda que acreditemos que o valor intrínseco das ações da geradora sejam, ex-sinergias, 12,5% superiores ao sugerido na operação e de não contemplamos, por ora, as mudanças operacionais propostas em nosso modelo, reiteramos nossa recomendação de compra em Omega Geração”, aponta a corretora.