Itaipu avalia sexta (29) resultado de concorrência para modernização

Investimento é de mais de US$ 500 milhões para atualização tecnologica das 20 unidades de geração

A Itaipu Binacional vive uma semana decisiva no processo de modernização das instalações, a maior desde que foi inaugurada. A expectativa é de que na próxima sexta-feira, 29 de outubro, seja batido o martelo para a formação do consórcio que será responsável pela obra. Pelo lado brasileiro houve uma empresa classificada a GE e pelo paraguaio duas. A escolhida pelo Brasil será a líder desse grupo.

Segundo o diretor geral brasileiro, general João Francisco Ferreira, a reunião do conselho da usina desta semana será para apresentar as resposta a dúvidas que foram levantadas pelas diretorias dos dois países. Nesse encontro deverá ser homologado o resultado da concorrência internacional.

“A definição da homologação da concorrência acontecerá na próxima sexta-feira, vamos então avaliar as propostas da diretoria executiva. Se ocorrer a homologação e passamos à etapa seguinte”, comentou Ferreira em entrevista coletiva.

No total serão 14 anos de obras e valores de cerca de mais de US$ 500 milhões. As obras deverão ocorrer até 2034. E a expectativa é de que ao final desse processo a usina estará atualizada tecnologicamente.

*O repórter viajou para Foz do Iguaçu (PR) a convite de Itaipu Binacional