BBCE realiza estudo sobre custos de operações no mercado de energia

Pesquisa aponta possibilidade de negócio com derivativo, em alguns contextos, apresentar despesas operacionais 65% menores

A BBCE, ecossistema dos negócios do mercado de energia, realizou um estudo que identifica contextos de custos envolvidos nas operações no mercado físico e nas de derivativos de energia. De acordo com o que o levantamento apontou, existem situações em que é possível ter em uma operação de derivativo o custo total até 65% menor que um negócio de mesmo montante energético no mercado físico.

Para essa constatação, foram simuladas duas negociações mensais, totalizando 80 mil MWh. Uma considera 20 contratos de 2 mil MWh com prazo de 10 dias úteis e a outra a mesma quantidade e volume, mas para 20 dias úteis. Os infográficos a seguir ilustram os contextos.

No primeiro infográfico, podemos constatar que, quando tratamos de operações em tela, nos cenários simulados, a economia no derivativo foi de 23%, sem contar tributos e emissão de nota fiscal.

Já na segunda ilustração, que inclui simulação de operações formalizadas pela Boleta Eletrônica da BBCE, é possível verificar que a economia no derivativo foi de 65%, sem contar tributos e emissão de nota fiscal.

Vale lembrar que a BBCE não faz qualquer recomendação específica de natureza legal, tributária, regulatória, análise de crédito de contrapartes, de mercado ou outras que não estejam no seu escopo de trabalho. São simulações do estudo da companhia e, portanto, os exemplos são situações hipotéticas, de cunho meramente ilustrativo.

(Nota da Redação: Conteúdo patrocinado produzido pela empresa)