Eletrobras aprova contratação de bancos para a capitalização

Expectativa da empresa é de realizar a operação de venda de ações até dia 14 de maio

O conselho de administração da Eletrobras aprovou a contratação do Sindicato de Bancos que ficará responsável pela estruturação da operação de follow on das ações da empresa, mais conhecido com o processo de privatização da companhia. A empresa informou que foram assinadas as respectivas cartas-mandato com os Coordenadores Líderes, são dois grupos nesse processo:

1 – Coordenadores Líderes
• Bank of America
• BTG Pactual
• Goldman Sachs
• Itaú BBA
• XP Investimentos

2- Bookrunners
• Bradesco BBI
• Caixa Econômica Federal
• Citi
• Credit Suisse
• JP Morgan
• Morgan Stanley
• Safra

A meta do governo federal com a venda das ações da Eletrobras é a de ficar com até 45% do capital da elétrica. Se o índice não fora alcançado há a perspectiva de ser realizada uma nova operação de venda. Essa contratação do sindicato de bancos já estava prevista, conforme afirmou o presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, na semana passada.

Segundo a expectativa da companhia, a operação deverá ocorrer até 14 de maio, janela de oportunidade que leva e conta os resultados anuais da estatal. Apesar dos questionamentos do TCU, Limp disse acreditar na possibilidade de conseguir realizar a operação nesse período. Só não acontecerá caso o valor estabelecido pelo TCU fique acima do verificado no mercado, o que poderia inviabilizar a operação de venda.