Consumidor de baixa renda terá bandeira verde em dezembro

Decisão da Aneel evita custo adicional na conta de energia dos beneficiários da tarifa social

A bandeira tarifária para os beneficiários da tarifa social de energia elétrica será verde em dezembro. A decisão anunciada pela Agência Nacional de Energia Elétrica na noite da última sexta-feira, 26 de novembro, significa que não haverá custo adicional nos próximos 30 dias na conta de luz dos consumidores de baixa renda.

Com o início das chuvas, a bandeira já tinha passado de vermelha patamar 2 em outubro para amarela em novembro. Com isso, o custo adicional de R$ 9,49 a cada 100 Kwh consumidos caiu para de R$ 1,87.

Atualmente, a bandeira tarifária tradicional é aplicada apenas a quem recebe os descontos embutidos na tarifa social. Para os demais consumidores atendidos em baixa tensão pelas distribuidoras continua valendo, até abril do ano que vem, a bandeira escassez hídrica, que custa R$ 14,20 a cada 100KWh.

O mecanismo foi criado em setembro pelo governo para fazer frente à escalada do custo da energia termelétrica, resultante dos sucessivos aumentos nos preços internacionais dos combustíveis usados nessas usinas.