Neoenergia recebe equipamentos para avançar com obras de usina solar

Foram entregues o eletrocentro e o transformador para a subestação Luzia, na Paraíba

A Neoenergia avançou em mais uma etapa da usina solar Neoenergia Luzia, na Paraíba. Foram entregues o eletrocentro e o transformador serão instalados na subestação, em um projeto que representa a estreia da companhia na geração fotovoltaica centralizada no país. A energia produzida nessa SE será adequada para os níveis da rede de transmissão.

De acordo com a companhia, o eletrocentro é uma sala elétrica com centros de distribuição de carga, quadros elétricos, climatização, iluminação, controle e automação integrados. É uma estrutura pré-montada, de acordo com as necessidades do empreendimento, não demandando a construção. Além disso, é testada em fábrica, facilitando a instalação, o comissionamento e a operação. Já o transformador tem força de 138/34,5 kV, com potência de 135 MVA. O equipamento foi fabricado pela WEG e é nele que a energia gerada nos módulos solares tem a tensão adequada para o Sistema Interligado Nacional.

A Neoenergia informou que o ponto de conexão da usina ao SIN – ou seja, de onde é levada até os consumidores – é a subestação Santa Luzia II, também construída e operada pela Neoenergia. O ativo foi adquirido pela companhia no lote 6 do leilão de transmissão realizado pela Aneel em dezembro de 2017. A subestação foi entregue no segundo semestre do ano passado, com 16 meses de antecipação em relação ao prazo contratual do órgão regulador, e permitiu o início da operação comercial de outro projeto da companhia, o Complexo Eólico Neoenergia Chafariz, que quase dobrou a capacidade instalada da empresa em fonte eólica, atingindo 1 GW.