Enel tem lucro líquido de € 1,43 bilhão no primeiro trimestre do ano

Ebitda ordinário cresceu 6,8% indo a € 4,48 bilhões

O grupo italiano Enel terminou o primeiro trimestre do ano com lucro líquido de € 1,43 bilhão, valor 21,6% acima dos € 1,1 bilhão registrados no mesmo período do ano anterior. De acordo com a empresa, a receita teve um salto de 89,1%, saindo de € 18,4 bilhões e chegando a € 34,9 bilhões nos primeiros três meses do ano. O Ebitda ordinário de € 4,48 bilhões mostra um aumento de 6,8% no período.

Os investimentos no trimestre chegaram a € 2,25 bilhões, valor 24,5% superiores aos € 2,03 bilhões do primeiro trimestre de 2021. O aumento foi atribuído principalmente ao crescimento das despesas na Enel Green Power, Infraestrutura e Redes, além dos Mercados de Usuários Finais.

Segundo a empresa, houve aumento em todos os segmentos de negócio, principalmente devido às maiores quantidades de energia produzida e vendida a preços médios crescentes. Outro fator que influenciou nos resultados  foi a venda parcial da participação acionária na Ufinet, subsidiária ligada ao mercado de telecomunicações.

De acordo com o CEO da Enel, Francesco Starace, a solidez do modelo de negócios permitiu o alcance de resultados firmes e alinhados com as expectativas, mitigando riscos do cenário geopolítico e econômico, também com o objetivo de proteger os stakeholders. Para ele, a integração do Grupo em toda a cadeia de valor, da sua diversificação geográfica e tecnológica, bem como como a aceleração dos investimentos em transição energética, permitiu consolidar a implementação da estratégia no curto, médio e longo prazo, confirmando as projeções de Ebitda lucro líquido ordinário para 2022.