CPFL Energia troca geladeiras comuns por freezers científicos em 170 pontos de vacinação

Ação tem investimento de R$ 3 milhões e tem com objetivo resolver o desperdício e garantir a qualidade das vacinas

A CPFL Energia está investindo R$ 3 milhões, por meio da CPFL Paulista e da RGE, na troca de geladeiras comuns que darão lugar a freezers científicos em 170 pontos de vacinação de cidades de São Paulo e do Rio Grande do Sul nos próximos meses.

De acordo com levantamento do movimento Unidos pela Vacina e do Locomotiva Instituto de Pesquisa, divulgado em 2021, cerca de 40% dos municípios brasileiros não possuem geladeiras adequadas em seus postos de saúde para o armazenamento de vacinas, incluindo a da Covid-19. O freezer científico é mais eficiente para acondicionar vacinas, tanto da Covid-19 como de outras doenças. Ele possui, por exemplo, um sistema de alerta para o caso de eventual falta de energia e sistema de alarme visual sobre a temperatura máxima e mínima ou porta aberta.

A CPFL Energia informou que a execução ocorrerá em etapas, que envolve o transporte do freezer até o local, a instalação e o devido treinamento sobre a operação. Os pontos que receberão os freezers estão sendo definidos em parceria com as prefeituras, mas partem de um levantamento prévio de necessidades feito pela própria CPFL. Técnicos contratados pela CPFL e pela RGE irão contatar e visitar as unidades básicas de saúde das cidades que apresentaram interesse em participar do projeto, identificando, assim, quais são prioritárias para a substituição.