Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

O Ministério de Minas e Energia autorizou através da Portaria Nº 2.575, publicada nesta segunda-feira, 11 de setembro, a Antoninha Energia S.A a implantar e explorar a CGH Ramada, sob o regime de Produção Independente de Energia Elétrica, localizada no rio Antoninha, bacia hidrográfica Uruguai, sub-bacia Pelotas, no Município de São Joaquim, Estado de Santa Catarina. A central geradora será constituída de duas unidades geradoras, sendo uma UG de 1.162 kW e a outra UG de 2.534 kW, totalizando 3.696 kW de capacidade instalada, e 1.960 kW médios de garantia física de energia.

De acordo com a publicação, a Antoninha Energia deverá implantar, sob sua exclusiva responsabilidade e ônus, o sistema de transmissão de interesse restrito da CGH Ramada, constituído de uma subestação elevadora de 13,8/23,1 kV, junto à central geradora, e uma linha em 23 kV, com 45 km de extensão, em circuito simples, interligando a subestação elevadora à subestação São Joaquim, de responsabilidade da Celesc Distribuição S.A., em consonância com as normas e regulamentos aplicáveis, além de implantar a CGH conforme cronograma apresentado à Aneel.

A autorizada deverá ainda submeter-se aos Procedimentos de Rede do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS); aderir à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE); e firmar Contrato de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado (CCEAR), nos termos do Edital do Leilão nº 4/2022-Aneel.