Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

As usinas solares alcançaram no dia 31 de agosto 10,4 gigawatts (GW) de capacidade instalada, chegando a 5,27% da potência outorgada total (de 195,6 GW), os dados são do Sistema de Informações de Geração da Aneel, produzido pela Agência Nacional de Energia Elétrica. No fim de agosto, havia 18,1 mil unidades de centrais geradoras solares fotovoltaicas em operação, contabilizadas apenas aquelas centralizadas, que podem ser despachadas pelo ONS. Somente durante o mês, 15 usinas de fonte solar entraram em operação, totalizando 744,7 megawatts (MW).

Segundo os dados, Minas Gerais é o estado com maior número de empreendimentos solares fotovoltaicos, com 101 unidades e 3,6 GW de potência outorgada. Também ultrapassam 1 GW de capacidade decorrente de fonte solar os estados da Bahia (71 unidades, 2,1 GW) e do Piauí (50 unidades, 1,5 GW).

Outra modalidade de geração a partir de fonte solar também apresenta crescimento acelerado: a micro e minigeração distribuída. De acordo com o painel de monitoramento disponível no portal da Aneel, há 2,1 milhões de sistemas com painéis solares instalados no país, com 23,5 GW em potência instalada. Esses sistemas beneficiam mais de 3 milhões de unidades consumidoras com créditos que compensam parcial em totalmente o uso da energia elétrica contabilizado na fatura mensal.

O estado com maior potência instalada em micro e minigeração distribuída de fonte solar é São Paulo (339 mil sistemas, 3,2 GW instalados), seguido por Minas Gerais (256 mil sistemas, 3,1 GW) e Rio Grande do Sul (271 mil sistemas, 2,4 GW). Somente em 2023, 446,9 mil sistemas foram instalados em todo o país, com uma oferta de 5,3 GW.