Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

O programa Mais Energia, realizado pela Cemig, concluiu as obras de mais uma subestação, desta vez no Norte de Minas, a SE Francisco Sá 3. A distribuidora informou que a instalação vai elevar a flexibilidade operativa do sistema elétrico regional, permitindo a transferência ágil de cargas entre as subestações adjacentes por meio das linhas de distribuição. Trata-se de um tipo de subestação que agiliza o restabelecimento do fornecimento de energia elétrica aos clientes, em caso de falta de energia, diminuindo o tempo e a quantidade de clientes interrompidos.

Faz parte ainda dos investimentos da Cemig em infraestrutura energética na região a nova Subestação Compacta Integrada (SECI) de Grão Mogol. A SE tem uma capacidade de transformação de 15MVA, energia suficiente para garantir a qualidade de fornecimento de energia elétrica para cerca de 30 mil unidades consumidoras. O investimento vai beneficiar diretamente as cidades de Botumirim, Cristália, Francisco Sá, Grão Mogol e Itacambira.

O investimento, que está na ordem de R$ 46 milhões, contempla também a obra de interligação das subestações com a construção de uma nova linha de distribuição de alta tensão com 74 km de extensão utilizando estruturas metálicas. Dessa forma, a empresa vai desmontar a linha de distribuição de madeira que liga a subestação de Montes Claros à subestação da Usina Hidrelétrica de Santa Marta. A conclusão dessa obra visa diminuir os impactos causados por eventuais queimadas na região, aumentando a confiabilidade do fornecimento de energia elétrica aos clientes.