Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A Omega Energia, agora Serena, apresentou no terceiro trimestre de 2023 um crescimento de 132% no lucro líquido, atingindo os R$ 102,5 milhões, ante os R$ 44 milhões do mesmo período do ano anterior. Já nos nove meses do ano, a companhia registrou um prejuízo de R$ 82,8 milhões, uma queda de 43%.

O ebit da companhia ficou em R$ 327,6 milhões, uma alta de 82% em relação aos R$ 180,4 milhões do mesmo trimestre do ano passado. No acumulado do ano, o número ficou negativo em R$ 566,3 milhões, um avanço de 69%.

Já as receitas da companhia ficaram em R$ 815,7 milhões no 3T23, uma alta de 26% na comparação com o mesmo trimestre de 2022. Já no acumulado do ano, a receita avançou 18%, atingindo os R$ 1,9 bilhão até setembro desse ano.

A partir de hoje, a companhia deixou para traz o nome Omega e passa a se chamar Serena. Segundo comunicado enviado ao mercado, a nova identidade estabelece um novo capítulo de posicionamento, que será ainda mais centrado no forte espírito comunitário, inspirando milhares de pessoas a abraçar a causa da energia limpa e compartilhar a prosperidade que ela gera; e alavancando os principais objetivos de plano de negócios 2023-2027.