Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A Itaipu Binacional estava com previsão de abrir na madrugada de hoje, 1º de novembro, o vertedouro da usina. A medida é consequência direta dos efeitos das chuvas que atingem também a bacia do Rio Paraná, que abastece o reservatório da hidrelétrica. A Comissão de Cheias da Itaipu permanece mobilizada para dar toda a assistência às famílias atingidas pelas inundações, mitigar os impactos para a população ribeirinha e manter o fornecimento de energia elétrica para o Brasil e Paraguai.

A geradora informou que está operando normalmente na cota 219,23 acima do nível do mar. Normalmente, a abertura do vertedouro ocorre para garantir a segurança da barragem em cenários de excesso de água, geralmente provocado pelo grande volume de chuva na bacia incremental ou abertura de outros vertedouros (a montante) acima da hidrelétrica. O vertedouro escoa o excesso de água que não pode ser usada na produção de energia. O vertimento deve permanecer de forma ininterrupta pelo menos até domingo, dia 5. A última vez que a Itaipu verteu foi em maio deste ano.