Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

O Brasil se aproximou em outubro dos 8 GW em empreendimentos de geração inaugurados em 2023, concluindo o mês com uma expansão de 7.799,1 MW ao longo do ano, segundo dados da Aneel. As centrais eólicas e solares responderam por 89,8% desse avanço, com a entrada em operação de 7.007,4 MW nos últimos 10 meses. Assim a matriz de geração soma 195.718,1 MW de potência fiscalizada, de acordo com o Sistema de Informações de Geração, o SIGA. Desse montante em operação, ainda de acordo, 83,8% dos empreendimentos são considerados renováveis.

A ampliação foi verificada até outubro em 19 estados das cinco regiões brasileiras. Em ordem decrescente, os maiores resultados vieram do Rio Grande do Norte (1.957,1 MW), Bahia (1.934,0 MW) e Minas Gerais (1.815, 7 MW), somando 5,7 GW. No recorte apenas de outubro, o RN também lidera com 161,4 MW, seguido de perto pelo Piauí (153,9 MW), Bahia (152,5 MW) e Pernambuco (150,0 MW). Com uma usina termelétrica de 21,5 MW, o Mato Grosso do Sul completa a lista de crescimento da potência instalada no mês.