Revisão da Energisa prevê aumento médio de 16,36%

Processo ficará em audiência pública entre 20 de abril e 19 de maio

A proposta de revisão tarifária da Energisa Tocantins prevê aumento médio de tarifas de 16,36%, com impacto de 14,10%, em média, para os consumidores conectados em alta tensão, e de 17,15%, em média, para os clientes ligados na baixa tensão. O processo da distribuidora ficará em audiência pública entre 20 de abril e 19 de maio, e os índices finais serão aplicados a partir de 4 de julho.

Os itens que contribuíram para o índice da empresa são aquisição da energia, com aumento de 9,39%; custos de transmissão, com 8,63%; encargos setoriais, com 1,44%; custos de transmissão, com 0,14%; componentes financeiros, com -1,33% e retirada de custos financeiros, também negativo, de -1,90%.

Também estão em audiência pública os limites dos indicadores de qualidade que medem a duração (DEC) e a frequência das interrupções no fornecimento de energia, para o período de 2017 a 2021.

As contribuições podem ser enviadas para o e-mail ap023_2016@aneel.gov.br.  Ou para o endereço da Agência -SGAN, Quadra 603, Módulo I, Térreo, Protocolo Geral, CEP: 70830-100), Brasília-DF.