Projeto de transmissão da CPFL é classificado como prioritário

Eólicas no Nordeste também são enquadradas. Projetos estão autorizados a emitir debêntures

O Ministério de Minas e Energia enquadrou na última terça-feira, 20 de outubro, como prioritário o projeto do Lote I do leilão de transmissão realizado em 9 de janeiro de 2015. O arremate foi feito pela CPFL Transmissão Morro Agudo S.A. O projeto compreende a implantação da subestação Morro Agudo, com o empreendimento de conexões de unidades de transformação, trechos de linhas de transmissão e aquisição de equipamentos necessários às modificações.

O MME também classificou o projeto das eólicas Umburanas 16 (BA – 27 MW) e 18 (BA – 8,1 MW) como prioritário. Ambas as usinas conquistaram suas licitações no leilão de energia A-5, realizado em 13 de dezembro de 2013. Ainda na Bahia, foram reconhecidos como projetos prioritários as eólicas Ventos de São Paulo (28 MW) e Ventos de São Mário (28 MW), que foram licitadas no leilão de energia A-5, em 28 de novembro de 2014.

Outro projeto que alcançou a classificação de prioridade por parte do ministério foi o das EOLs Serra de Santana I (RN – 20 MW) e III (RN – 30 MW). A licitação das usinas ocorreu no leilão de energia de reserva, que aconteceu nos dias 25 e 26 de agosto de 2010. Já em Pernambuco, o MME classificou as eólicas Ventos de Santo Estevão III (30 MW) e Ventos de São Clemente 6 (26 MW) como projetos prioritários. A primeira recebeu sua licitação no leilão de energia A-5, realizado em 13 de dezembro de 2013. Já a segunda foi licitada no leilão de energia A-3, ocorrido em 6 de junho de 2014. Dessa maneira, todas as usinas poderão emitir debêntures de infraestrutura.