MME enquadra eólica em Pernambuco ao Reidi

Projeto demandou R$ 111,1 milhões em investimentos

O Ministério de Minas e Energia autorizou na última sexta-feira, 22 de maio, o enquadramento ao Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura da EOL Ventos de São Clemente 2 (PE). Serão construídas quinze turbinas, que somam 30 MW de capacidade instalada. O empreendimento teve um custo de R$ 111,1 milhões em investimentos, sem a incidência de impostos. O período de obras começa em 10 de fevereiro de 2016 e vai até 10 de janeiro de 2017.