S&P reafirma ratings da Eletrobras em BB-

Perfil de crédito da estatal foi elevado de 'b+' para 'bb-'

A agência de classificação de risco S&P reafirmou os ratings de crédito BB- de emissor e de emissão na escala global atribuídos à Eletrobras. A agência também reafirmou os ratings ‘brAAA’ de longo prazo e ‘brA-1+’ de curto prazo na Escala Nacional Brasil. Ao mesmo tempo, elevou o perfil de crédito individual da empresa de ‘b+’ para ‘bb-‘.

De acordo com a agência, os ratings foram reafirmados considerando a avaliação da probabilidade quase certa de suporte extraordinário do governo em um cenário de estresse financeiro. A S&P também acredita que a Eletrobras tem acesso aos mercados de dívida e de ações e apresenta práticas de gestão de risco prudentes. Desde 2017, a atual administração tem reestruturado as operações da empresa, incluindo desinvestimentos de ativos e iniciativas de otimização de custo.

Já a perspectiva positiva do rating reflete a expectativa de que a Eletrobras vai continuar desempenhando um papel essencial para o governo no setor de eletricidade brasileiro. Apesar dos planos de privatização, há a crença que uma mudança de controle é improvável no curto prazo, já que necessita de aprovação do Congresso, considerando ainda que a velocidade de mudanças legislativas tendem a ser lentas e contingentes.

Os ratings da Eletrobras poderão ser rebaixados caso a nota de risco do Brasil também sejam. E também poderá ser alterado para estável  se a probabilidade de suporte extraordinário do governo diminuir, particularmente diante de uma maior clareza quanto à aprovação legislativa para privatização ou a venda de seus ativos mais importantes.