Neoenergia concentra gestão de ativos em centro integrado

Iniciativa permite que os dispositivos sejam monitorados em tempo real, identificando problemas antes que eles aconteçam

A Neoenergia está realizando uma série de atualizações no Centro de Gerenciamento de Redes Inteligentes (Cegri). O espaço, que fica na sede da Coelba, em Salvador, centraliza o gerenciamento das operações de telecomunicações e de redes inteligentes das distribuidoras do grupo. Agora, o local passará a concentrar também a gestão e monitoramento dos ativos digitais. Isso significa que todos os equipamentos digitais utilizados nas operações das redes de energia, tais como religadores, medidores, sensores e transformadores inteligentes, vão ser geridos pelo Cegri.

Segundo a Neoenergia, a iniciativa contribui para o controle da performance dos ativos e é integrada ao Centro de Inovação da Iberdrola – controladora da Neoenergia – localizado no Qatar, onde existem supercomputadores que analisam os dados dos equipamentos e contribuem na manutenção preditiva, antecipando possíveis falhas e ocorrências. A atualização do Cegri integra um projeto global da Iberdrola para que todos os centros da companhia ao redor do mundo – Espanha, Reino Unido e Estados Unidos – também passem a monitorar os ativos digitais.

Ainda de acordo com a empresa, o Cegri pode ser operado remotamente a partir da Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN), Elektro (SP/MS) e, em breve, passará a contar com integração total ao sistema da nova distribuidora do grupo, a Neoenergia Distribuição Brasília (DF).